Alunos felizes com professora

A importância da psicologia da educação para a formação pedagógica

A relação entre os alunos e os seus docentes deve ser a mais harmônica possível. O apoio psicológico e social deve ser cada vez mais mencionado nas escolas, com o objetivo de amenizar os problemas psicológicos e comportamentais que estão dominando a mente dos pequenos.

Alunos felizes com professora

Com isso , muitos projetos e campanhas surgem para tentar eximir esse problema. Entre elas, destaca-se a “psicologia da educação”. 

Mas como ela funciona?

Nesta breve leitura, você terá acesso a um conteúdo que irá maximizar o seu conhecimento sobre essa nova vertente de ensino. Em uma leitura de aproximadamente 10 minutos, você verá o quão  eficiente ela pode ser na  estrutura de ensino existente no Brasil.

O que a diferencia da educação tradicional?

Embora os termos “psicologia educacional” e “psicologia escolar” soem semelhantes, deve-se enfatizar que eles não podem ser usados ​​indistintamente.

Isso ocorre porque, embora a psicologia escolar seja uma subdisciplina aplicada ao processo prático, a psicologia educacional concentra-se na pesquisa teórica. Nesse sentido, o psicólogo educacional auxilia no diagnóstico de distúrbios no processo de aprendizagem, fornecendo as ferramentas necessárias para tratar, ajudar ou lidar com comportamentos e desvios.

O quão eficiente ela pode se tornar ?

A fundação da psicologia educacional contribuiu diretamente para o estabelecimento do sistema educacional moderno como o conhecemos hoje. Quando usado em um ambiente escolar, pode ajudar professores e alunos de muitas maneiras diferentes. Nesse sentido, a importância da disciplina para o processo de ensino surge por diversos motivos, tais como os seguintes:

O desenvolvimento fica mais acelerado 

A vida humana passou por diferentes estágios de desenvolvimento, do nascimento à idade adulta, à infância e adolescência. Além disso, para cada estágio, existem alguns padrões de características comportamentais.

Com base nos princípios da psicologia educacional, saber reconhecer tudo isso é fundamental. Dessa forma, o educador pode entender qual é o método mais adequado de aprendizagem e desenvolvimento de acordo com o estágio do aluno.

As habilidades dos estudantes são mais valorizadas 

Compreender o aluno é a base para um bom desenvolvimento da aprendizagem, pois ele é um elemento-chave nesse processo. Esta é a fonte da psicologia educacional, que ajuda os alunos a compreendê-los totalmente, fazendo as seguintes perguntas:

  • Em que estágio está o desenvolvimento intelectual, físico, emocional e social,
  • Qual é o seu hobby,
  • Quais habilidades inatas ou adquiridas você tem,
  • entre eles.
  • Em ambientes educacionais, os aspectos pessoais dos alunos também são comuns. A psicologia educacional reconhece que esses fatores podem (e em grande medida) interferir no processo de ensino.
  • Portanto, esta ciência visa compreender como os alunos se comportam em grupos, sua saúde mental e quais são seus desejos.
  • Depois de obter essas informações, você pode redirecionar o guia apropriado para cada tipo de aluno.

Haverá mudanças no modo avaliatório

Avaliar o nível de aprendizagem dos alunos é um processo inerente à prática de ensino. Por meio das ferramentas e métodos de avaliação, as limitações dos alunos podem ser determinadas e seus pontos fortes podem ser reconhecidos e reconhecidos.

Com a ajuda da psicologia educacional, os educadores começam a compreender, absorver e armazenar conteúdo em muitos aspectos. Não é apenas uma escala de inteligência, mas também inclui a interação das funções cognitivas e, sem dúvida, as experiências emocionais de crianças e adolescentes.

Vale lembrar que, mesmo no campo da psicologia educacional, os testes psicológicos podem ser aplicados em situações específicas. No entanto, apenas psicólogos estão qualificados para fazer isso.

Permite com que os alunos preservem o bem estar mental 

A interferência negativa na saúde mental dos alunos pode ser o motivo da falta de eficiência no processo de aprendizagem. Nesse sentido, o papel da psicologia educacional é capacitar o professor a reconhecer o que está acontecendo, ou seja, quais ingredientes podem promover um determinado estado mental.

Ao fornecer este ponto de vista ao educador, ele não só poderá propor o procedimento mais adequado para cada situação, mas também estará preparado para lidar com a situação de forma mais eficaz.

As desavenças em sala de aula serão diminuídas 

Os professores precisam ter em mente que, ao reunir pessoas de diferentes origens e opiniões, a sala de aula é um lugar onde muitos problemas e conflitos podem surgir, como bullying, tensão moral, brigas, pressão dos colegas, etc.

A psicologia educacional fornece aos educadores ferramentas para ajudar os alunos a lidar melhor com essas e outras situações e fornece a eles tudo de que precisam para resolver problemas. Isso ocorre porque as características de problemas potenciais em sala de aula, o comportamento do aluno e os ajustes necessários para reverter a situação são estudados nesta disciplina.

Enfatiza o valor do aprendizado 

O especialista em psicologia educacional David Ausubel acredita que a essência do aprendizado está no conhecimento prévio do aluno, ou seja, na sacola que ele trouxe da vida familiar e pessoal. 

De acordo com sua teoria de ensino, quanto mais um indivíduo entende, mais ele aprenderá.

Do ponto de vista da psicologia educacional, é compreensível que os alunos precisem expandir e reafirmar suas ideias existentes. A capacidade de associar o que já está em sua mente com as novas informações que você recebe se tornará a base para um aprendizado significativo. 

Em outras palavras, as conexões espirituais que um indivíduo pode estabelecer podem fortalecer seu conhecimento.

Para perceber a essência da aprendizagem, os professores podem divulgar o conteúdo de uma forma reveladora latente. Portanto, os alunos podem conectar as informações às suas próprias experiências de forma consistente. Essa é uma das maiores vantagens existentes na psicologia da educação. 

Vai muito além de Humanas e Exatas 

A escola não é apenas um lugar para desenvolver funções intelectuais. Nesse ambiente, os aspectos emocionais e sociais também têm sido bastante exercitados. A psicologia educacional tem grande influência no desenvolvimento de habilidades, que vão além do domínio do português ou da matemática.

Os professores que são guiados pelos princípios da psicologia educacional também incentivam os alunos a explorar as seguintes habilidades:

  • Autoconhecimento
  • Autoconfiança
  • Respeito pela diversidade;
  • Espírito de equipe;
  • Compartilhe
  • autonomia.

O valor do positivismo e da criatividade

Ao falar sobre o desafio de aliar a psicologia à educação, lembramos que, no passado, o ambiente educacional era mais rígido e repressivo do que agora. Por exemplo, se anteriormente era necessário decorar letras maiúsculas, termos e fórmulas, então as atividades de ensino atuais terão um grande desvio.

Hoje, a proposta é formulada não apenas para testar a memória ou capacidade de raciocínio lógico, mas também para estimular o potencial global dos alunos. Desde a educação infantil, conceitos como criatividade, autodisciplina, cooperação, interação e outras atitudes positivas foram inspirados.

Como você pode ver, o papel de professores experientes em psicologia educacional é crucial. Com base na disciplina, entendendo seus alunos e entendendo as peculiaridades de cada aluno, ele tenta construir as condições necessárias para uma aprendizagem adequada em cada situação.